Mulher! Veja em fotos, como ocorre a sua ovulação

Momento da ovulação foi fotografado pela primeira vez em 2008, por acaso. Às mulheres, torna-se muito interessante conhecer como este momento silencioso acontece em seu corpo

 

 

Estas são as imagens mais claras do momento inicial de um componente que tem o poder de gerar a vida humana: a ovulação ocorrendo dentro do corpo feminino

 

Momento que passa quase imperceptível em seus dias, em especial se estiver naquela correria de trabalho, estudos, marido, filhos, enfim, todos aqueles assuntos que merecem seu cuidado especial, a ovulação gera imagens surpreendentes. Graças à organização “religiosa" do corpo humano, a ovulação acontece independente das interferências externas a que a mulher está sujeita.

O curioso, é que em junho de 2008, um profissional de saúde conseguiu fotografar o momento da liberação do óvulo pela primeira vez. E foi por acaso. Jacques Donnez, da Universidade Católica de Louvain (UCL) em Bruxelas, Bélgica, capturou o evento por acidente enquanto preparava uma histerectomia parcial em uma mulher de 45 anos.

 

A fotografia do óvulo

“A liberação do oócito do ovário é um evento crucial na reprodução humana”, disse Jacques Donnez.“Estas imagens claramente são importantes para um melhor entendimento do mecanismo.”

Observar a ovulação em humanos é extremamente raro e as imagens anteriores foram confusas. Na captura de Jacques, a liberação do óvulo foi considerada um evento repentino e veloz, mas as imagens, publicadas na revista científica Fertility and Sterility, mostram que o evento leva, ao menos, 15 minutos.

Pouco antes da liberação do óvulo, enzimas decompõem o tecido do folículo maduro, uma bolsa cheia de fluído na superfície do ovário que contém o óvulo. Isso leva à formação de uma protuberância avermelhada e, depois de algum tempo, surge um buraco, do qual o óvulo emerge envolto por células de apoio. Em seguida ele entra na trompa de Falópio, que o leva até o útero. 

Apesar de não haver aplicações médicas imediatas para as imagens, Darryl Russel, que pesquisa saúde reprodutiva na Universidade de Adelaide, na Austrália, diz que elas são incríveis: “Em animais, mesmo quando nós controlamos os níveis hormonais, o que nos permite prever o momento da ovulação, é muito raro de vê-lo durante seu progresso.” 

 

Redação Clínica Progênese com informações (New Cientist)

 

 

 

Quinta-feira, 07 de Abril de 2016
Voltar
fb.com/progenese
|
46 3220 2969
|
Av. Brasil, nº450, sala 1002 - 10º andar, Ed. Max Saúde.